PORTAL DO CIDADAO 970X90
PORTAL DO CIDADAO 970X90
ADOTE 1 AMIGO 970X90
Debates

Oposição precisa apresentar proposta para a Previdência

Reunião com Bolsonaro mostra que executivo e legislativo estão unidos por Previdência

30/04/2019 13h09
Por: Redação
Fonte: EBC/Estadão
14

O secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, Rogério Marinho, disse hoje (30) que está ansioso para ouvir alternativas à proposta apresentada pelo governo federal para a nova Previdência Social. Ele propôs que os debates sobre o tema sejam feitos de forma técnica.

“Espero que a política, por mais importante que seja, e as paixões sejam sobrepostas pelo debate técnico. Os opositores já foram governo e sabem da necessidade de reestruturação [da Previdência Social]. Chegou a hora de a oposição mostrar qual é o seu projeto”, disse o secretário após participar do seminário Desafios para a Previdência e a Proteção Social no Brasil – evento promovido pelo Instituto Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). “Estamos sôfregos e ansiosos para escutar qual é a alternativa a ser apresentada por aqueles que se colocam contra”, acrescentou.

Reunião com Bolsonaro

O presidente da Comissão Especial que analisa a reforma da Previdência na Câmara, deputado Marcelo Ramos (PR-AM), afirmou que a reunião do presidente Jair Bolsonaro com o principal grupo atualmente responsável pela condução da reforma mostrou que há uma unidade entre o Executivo e o Legislativo para aprovar a proposta.

Na noite da última segunda-feira, 29, Bolsonaro recebeu o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o ministro da Economia, Paulo Guedes, o relator da proposta, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), além do próprio Ramos para tratar da questão. O deputado Silvio Costa Filho (PRB-PE) também esteve presente.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários