ADOTE 1 AMIGO 970X90
PORTAL DO CIDADAO 970X90
PORTAL DO CIDADAO 970X90
Presentes

Dia dos Namorados movimentará R$ 174 mi em MS,

Pesquisa do IPF apontou aumento de 15% em relação ao ano passado

07/06/2019 09h55
Por: Jean Hipólito
Fonte: Infinito Comunicação
57

Pesquisa de intenção de compras para o período do Dia dos Namorados aponta que o comércio de MS vai receber um aporte de R$ 174,25 mi, 15,55% maior do que o registrado em 2018. Este ano, a pesquisa registrou um aumento de 10% no número de pessoas que estão namorando em MS. Segundo a pesquisa, mais pessoas vão comprar presentes (10,83%) e vão comemorar a data (21,30%) do que ano passado. 

Mesmo assim, o valor médio gasto com presente será de R$ 139,26, 8,58% menos que ano passado.  Com comemorações, o gasto médio previsto é de R$ 140,82%, 16,44% menor, também.

Os presentes – A pesquisa detectou que mais gente irá fazer pesquisa de preços (64,65%), mas apenas 19,55% dos entrevistados vão comprar o que os parceiros desejam. Serão levados em consideração na hora da compra o produto (25,31%), preço (24,26%) e atendimento (16,34%).  E a preferência por produtos é por roupas (24,27%), perfumes/cosméticos (18,15%) e acessórios (7,54%), porém o percentual de indecisos ainda é grande, 12,10%. 

 Os locais preferidos para a compra estão no centro da cidade (46%), mas a opção entre shopping centers (19%) e internet (14%) cresceu entre os consumidores. Em 2018, os percentuais eram 71%, 9% e 4%, respectivamente.

 Comemorações – Com relação as comemorações, os casais vão investir em locais românticos ou que tenham algum significado. É o que apontou os próprios entrevistados. 29% afirmaram que vão comemorar em algum local romântico e 10% irão para um local tradicional. Enquanto 14% ainda não decidiram, 16% vão ficar de olho no preço cobrado pelos locais e vão decidir o lugar com base nesses valores. 

 "De uma forma em geral, o consumidor vai dispender um pouco mais do que o ano passado com essa data, mas vai levar em consideração preço e pesar na balança os custos na hora de definir pela melhor opção", afirma a economista do IPF MS, Daniela Dias.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários